Aumento do preço dos combustíveis | Exemplo de abandono dos governantes!

Os brasileiros terminaram a semana passada com um aumento no valor dos combustíveis de quase 20%. A falta de respeito e interesse do Governo Federal com o assunto demonstra o total abandono por parte do presidente Bolsonaro. Nosso setor é seriamente atingido, pois trabalha essencialmente no manejo de outros veículos. Esse novo reajuste prejudica as empresas, e principalmente, o trabalhador. É este quem sente no bolso a diferença no dia a dia.

Conquistamos na última Convenção Coletiva alterações nos valores do auxílio extraordinário. Porém, só nesses últimos meses, os reajustes aplicados em bens e serviços são muito acima da realidade da maioria dos brasileiros. Em governos passados, aumentos muito menores eram motivos de protestos. Porque agora não?

Vamos protestar, SIM!

O Singuesp se une às demais entidades de todo o Brasil em repúdio a falta de cuidado dos governantes com o seu povo. Um líder da Nação deve colocar a população acima de tudo e lutar pelos interesses do coletivo. Mas, infelizmente, estamos longe de ter alguém com essa postura no comando do País.

O aumento nos combustíveis também vem acompanhado de outra más notícias, como a subida dos preços do gás de cozinha e, obviamente, dos alimentos. Inaceitável!

Esperamos ver mudanças concretas nos próximos meses em um plano de retomada econômica realmente eficaz. Não podemos continuar nessa ladeira sem quaisquer perspectivas de melhorias. O Sindicato continua no cumprimento do seu papel de fiscalizar e cobrar as garantias previstas na Constituição – dignidade de vida e trabalho. A luta pelos Guincheiros em todo Estado de São Paulo é diária.

Francisco José Pereira da Silva (Chicão) é presidente do Sindicato dos Guincheiros Removedores de Veículos do Estado de São Paulo (Singuesp) e secretário executivo da União Geral dos Trabalhadores (UGT).

LEIA O EDITORIAL ANTERIOR
Vamos lutar por um 2022 de unidade e avanços para a classe trabalhadora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.